07 março 2007

Lydia Bob Bauer


abençoada a flor

atrever assim em meio à indiferença

abrir-se toda em côr.

7 Comentários:

Blogger Teresa Durães disse...

hoje vi o filme com este música
(aliciei o filho a piratiar...raio de mãe...)

hoje o meu cão Tejo foi anestesiado e eu fiquei a tremer (drogado drogado drogado - o corredor era só meu e ninguém à frente para me amparar... quantos sabem o que isso é? quantos se importam?)

- Está bem? Está branca

são as memórias? não foi o sangue nem o golpe, foi tudo o que poderiam fazer dele, de mim, a ele foi um ponto na orelha, a mim foi o internamento - doente agitada; perigosa?

- Estás desiquelibrada?

(ou serei?)

Ou a lucidez a que fui obrigada?

O problema é explicar a verdade verdade como ela é e não gostarem de a encarem

- Tinhas razão

(tinha? não queria ter)

Então adeus, disse o médico quando lhe fiz um reparo das suas ambições extra medicina mas que entram nas minhas mas que estão aquém. Não, não é vaidade, é a verdade.

Assim saio sabendo que gastei 75 euros em vão e vim na mesma.

Na mesma? não. Raiva. Deveria ter vindo acompanhada medicamente. e conclui que quem estava à minha frente ao fim de 4 anos de conhecimento ficou engalado porque se apercebeu que tinha razão ( a raiva contida nos dias em que nos apercebemos que o mundo ainda é pior do que vimos e imaginamos - ainda mais! - é despejada através da crueza o que nos leva ao murro e pontapé ainda mais forte do que era anteriormente)

- Did I tell you my partern is a bipolar too mut not taking medical pills? and he thinks all doctors are dum. (and he is correct). Is father is esquizofrenic and very intelligent and he leran how to controll himsell.

(and the doctor didn't like, why? :P)

ehehheheh

Sorry that, i'm suffering the lost

bye :)

2:06 da manhã  
Blogger Teresa Durães disse...

quem tem estado aqui pousada sou eu... a catar piolhos das penas :))

3:17 da manhã  
Blogger Conceição Bernardino disse...

Avancemos com o amor

avancemos com o amor
porque a partir de hoje
esquecemos tudo o que
nos soa a duvidoso
valor estendemos nas
mãos o tecido das nossas
trocas amor vem comigo
retomar o caminho em
que nos soltámos um dia
em passeios pela
alma

Poema da autora “Marita Ferreira” do livro “Múltiplos de ti”

Vale apena reflectir neste poema está cheio de verdade
Beijinhos
ConceiçãoB
http://amanhecer-palavrasousadas.blogspot.com

4:03 da tarde  
Blogger gabriela r martins disse...

limito.me a deixar um beijo
antes de retirar.me


in gloria!
ahahahahahahah

10:50 da tarde  
Blogger weg disse...

ê dou-te o in Glória!
Até nã conheço nenguem com esse nome ahahahaa.
Para quem tem passado o meu pedido de desculpa pela ausência.
Estou de volta.
Beijos e Obrigada.

:)

PS

um especial para ti Caturra-Mana.

:)

11:34 da tarde  
Blogger Teresa Durães disse...

queixa nº1: estou viciada nesta música

queixa nº2: estou viciada nesta música

queixa nº3: estou viciada nesta música

ehehehhe

bejes

4:50 da tarde  
Blogger aida monteiro disse...

e eu também fiquei
parada nesta música:)acho
que não consigo despedir-me já.

Fico mais um bocadinho
sobre os tons de amarelo
e vermelho.

12:23 da manhã  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial