18 fevereiro 2007

Eduard Grass


a mão de vento que me despenteia

leva-me o sonho para me aliviar


5 Comentários:

Blogger Menina_marota disse...

e sinto a brisa
aquecer meu coração frio
de afectos
que já não são,
de silêncios
ruidosos
de lágrimas
que secaram
minha pele
que se enruga
sem uma carícia...


...tanta coisa diz esta tua mensagem!

Beijo meu :)

2:22 da tarde  
Blogger Teresa Durães disse...

a menina madalena às vezes devia ser uma menina mais nova para levar um sermão ehehehehhe

mal me quer
bem me quer
tudo pouco nada
(e quero é ficar descansada)

bah!!!! ehehheheh

beijos

8:35 da tarde  
Blogger Ana Luar disse...

Pelas mãos do vento, voas pela magia do sentir e transportas-nos para um mundo, onde a brisa das palavras nos toca o coração.
Obrigada pelos momentos Madalena.

10:00 da manhã  
Blogger weg disse...

Olá menina Mrota, devo-te comentários mas visitas não. Beijinhos

----------

Mana Teresa, obrigada pela companhia de sempre. Beijinhos e Voa! :)
----
Ana LUar, muito obrigada pela visita-maratona e as lindas palavras, volta sempre. O jardim é público. Beijinhos. :)

6:53 da tarde  
Blogger aida monteiro disse...

:)

aqui vejo uma mão de vento,
uma mão de ternura.

12:32 da manhã  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial